sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Abertura descontrolada das comportas da barragem das Fronhas

"Este foi o resultado da água ter deixado de correr no Alva.
Andavam o Mosqueiro Jorge e o João Marreco a salvar trutas porque o nível da água baixou de um momento para o outro, quando se aperceberam que o nível da água estava a baixar de forma estranha!!

Deslocaram-se à barragem das Fronhas e deram de caras com as comportas totalmente fechadas. Estiveram assim mais de uma hora...

Resultado, trutas em seco, trutas mortas, esperamos que ainda não tenha havido desova!!!

As autoridades foram alertadas, e a entidade concessionária também. O Presidente da Câmara tomou conta da ocorrência e irá saber quem o foi o responsável por tal atentado."

Este foi um grito de alerta dos Mosqueiros do Alva, no seu blogue.

Era fundamental uma mudança de atitude das entidades responsáveis pela gestão da barragem das Fronhas, o INAG e a EDP (através da CPPE - Companhia Portuguesa de Produção de Electricidade, S.A), que com estas e outras decisões têm vindo a destruir o frágil equilíbrio ecológico no Vale do Alva, a jusante, e a dificultar muito o aproveitamento turístico da albufeira, a montante da barragem.


  

Sem comentários:

Publicar um comentário